domingo, 19 de fevereiro de 2017

Quinta da Regaleira

 Um sonho nascido de uma imagem: vi a foto do Poço Iniciático da Quinta da Regaleira, em Sintra, Portugal, e imediatamente passei a sonhar em visitá-la. Realizei esse sonho há alguns dias e foi uma experiência incrível. Idealizada por António Monteiro, um rico brasileiro, foi concluída no início do século passado  e seus jardins fazem referências a mitologia, Camões, Dante...além de um quê místico também.  Estive lá num dia lindo de inverno, céu azul e frio ameno, pouquíssimos turistas e fiquei impressionada com esse passeio. Um lugar que definitivamente entrou na minha lista de preferidos e impactantes.Ouso dizer que há uma Luciane de antes e uma outra após experienciar Regaleira e seus mistérios.










segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Tempo para as coisas que aprecio

Natal veio e passou; ano novo começou. Fiquei semanas sem postar, mas está tudo bem, só ocupada com outras coisas que não sejam o computador e o mundo virtual...rs  Ainda não estou de férias, mas estarei em breve, e por isso só voltarei a postar em  meados de fevereiro.

Todo mundo reclamando de 2016, mas não posso olhar para ele só com queixas, pois ele me ofertou coisas boas e bonitas também. E viver é isso, essa mistura de dor a prazer, alegria e tristeza... Tenho buscado focar nas coias boas, na gratidão, e tenho conseguido. 

Não fiz lista de objetivos para 2017. Mas seja o que eu fizer desse ano, que eu continue focando no que aprecio, no que me faz bem e me faz melhor (para mim mesma e para os outros).

Um novo ano incrível para todos e que sejamos melhores para 2017 e para os anos vindouros!

domingo, 18 de dezembro de 2016

Sobre o tempo e Bolonha

 Em um mês estarei novamente em férias. Sendo clichê e imitando o conteúdo da maioria das conversas, digo que o ano voou. Em um mês também já fará um ano que conheci  Bolonha, usufruindo de suas praças, bibliotecas seculares, torres medievais, Feira da Terra, pizzas baratas e deliciosas, olhando pela janelinha que revela uma micro "Veneza"  incrustada no centro histórico e caminhando, protegida, sob as arcadas bolonhesas. Deixo aqui as fotos do meu tempo em Bolonha.

 Nessa semana, meu filho completará dezessete anos: o tempo voou também no crescimento dele. Felizmente, mesmo sentindo que o tempo voa, avalio que a cada dia aproveito melhor minhas horas e estou contente com a soma dos meus dias. Deixo, então, o tempo voar, uma vez que tenho me permitido voar com ele.




































sábado, 3 de dezembro de 2016

E meu filhote poético veio ao mundo!

 No dia 25 de novembro último ocorreu o lançamento do meu filhote poético. Feliz por deixar parte dos meus poemas em livro. Se alguém tiver interesse em adquirir um exemplar, favor tratar nos comentários.