sábado, 29 de abril de 2017

Cabo da Roca

Eis a linda paisagem do Cabo da Roca, o ponto mais ocidental de Portugal e da Europa Continental.










sábado, 22 de abril de 2017

Palácio da Pena

 Considerado uma das Sete Maravilhas de Portugal, o Palácio da Pena, em Sintra, faz jus ao título. Cravado num ponto elevado da Serra de Sintra, também oferta uma linda vista e é avistado a quilômetros de distância em seu entorno. Envolto por um parque que também permite passeio e visitações, concentrei-me no Palácio e seu interior, observando sua arquitetura e decoração, lindos. Deixo aqui algumas fotos de minha passagem por lá.
















sábado, 15 de abril de 2017

Azenhas do Mar

Este aglomerado de casinhas brancas é Azenhas do Mar, vilarejo português que visitei durante minha passagem por Sintra. Há uma piscina natural que, no verão e com maré baixa, é possível se banhar. Fui no inverno, e ainda no frio o mar me hipnotiza, me seduz. A vista no local é linda, e as casinhas parecem de mentira. Mas talvez eu estivesse mesmo em um conto de fadas naquela viagem...





domingo, 9 de abril de 2017

Das coisas não programadas

Adoro planejar viagens: para mim é uma forma de viajar antes da viagem propriamente dita. O planejamento me traz segurança (informação é poder!) e permite-me focar no que valorizo. Mas também sempre deixo brechas, tempo livre na programação, para esquecer o planejado, fechar o mapa e me perder, de certa forma. Foi assim, no momento do não planejado pelas ruas de Gracia (Barcelona) , que encontrei a loja da foto, onde tudo remete à artista mexicana Frida Kahlo. Adorei a loja e encontrá-la foi como achar um tesouro, já que não havia lido nada sobre a loja em blogs ou guias de viagem. Saí de lá com um blusa linda na sacola e muitas belezas tatuadas no olhar.

E na vida também adoro planejar, tem sido com esses planejamentos que tenho conseguido realizar meus sonhos, todos eles, que não são lá muito ambiciosos, entretanto me deixam em contentamento. Mas também tenho adorado as coisas boas e inesperadas que a vida tem me ofertado, que por vezes até podem me desviar do planejado, mas me trazem uma rota melhor ainda, ou  aprendizados necessários, ou ter sonhos não antes sonhados. Planejar é preciso, mas se abrir ao inusitado é mais necessário ainda!

sábado, 1 de abril de 2017

(Des)esperança


O clima no país é de desesperança .O clima no meu trabalho, e não só para mim, é de desesperança. Na minha família, há muitos motivos para desesperança.  No meu coração hoje, há desesperança. 

Mas amanhã, ou melhor ainda, daqui a pouco, quero colorir as ideias, arejar os pensamentos, destralhar o coração, abrir a porta para novas belezas, resignar com que o que não cabe a mim mudar, mas agir no que posso transformar. Quero continuar caminhando, não me paralisar frente às notícias ruins ou à ausência delas.E torcer por boas novas.

Enquanto isso, essa foto que tirei em Portugal me traz alento. Lembra-me das coisas boas da vida, mesmo quando efêmeras. 

Daqui a pouco, uma nova hora, um novo tempo. E espero que seja tempo de esperanças...

sábado, 25 de março de 2017

Castelo dos Mouros


 Sintra é uma cidade repleta de encantos e lugares  lindos para  se visitar, e um destes lugares, sem dúvida, é o Castelo dos Mouros, antigamente usado como ponto de observação, controle da movimentação terrestre e defesa territorial. Hoje, é possível caminhar pelas muralhas da fortificação, avistando Sintra sob o cume onde a fortificação se mantém erguida, além de outras cidades, o verde e o oceano Atlântico. 

A vista incrível compensa o sobe e desce de escadas ao se percorrer o entorno pelas muralhas.





sábado, 18 de março de 2017

Revisitando o passado, planejando o futuro? Não, só presente...

Sinto o cheiro do outono chegando. Como já disse outrora, outono é minha estação preferida, sobretudo com sua amenidade e ceú lindo aqui em Minas. Essa foto acima tirei em Lugano, num dia invernal no ano passado, mas achei lindas essas flores salpicadas na água e creio que elas ilustram bem  meu anseio atual por esse outono que vai chegar.

Revisitei algumas fotos hoje, e acabei me deparando com a foto acima, e relembrando delícias vividas por aqui e em viagens.Tenho me sentido muito grata por muitas, muitas coisas. E também surpreendida por novidades e novos caminhos surgindo para serem trilhados. Onde me levarão? Não sei, mas estou aberta ao novo, ao inesperado, ao que não planejei. Tentando me soltar, como as folhas que se desprendem da árvore e flanam com o vento...

sábado, 4 de março de 2017

Tours alternativos em Barcelona

 Fiz dois walkingtour em Barcelona. O primeiro,  chamado "Os fantasmas de Barcelona", teve cerca de duas horas, passando por regiões pouco turísticas da cidade, com uma guia que sabe contar histórias como ninguém. O tour, que começa no Arc de Triomf (última foto), retrata lendas e mistérios da cidade: como rostos que surgem como se moldados nas pedras de uma antiga parede (primeira foto) e a moça impedida de casar com seu amor que assombraria o entorno de um antigo convento (segunda foto). E o importante não é se são apenas lendas e frutos da imaginação, mas sim o resgate  histórico e cultural que foi feito enquanto se contava as histórias. Gostei tanto da guia, que praticamente encenava as histórias, que contratei o tour do dia seguinte, que mostraria os cenários de Barcelona que teriam inspirado o autor Carlos Ruiz  Zafon a escrever seu livro poético e com um quê gótico, intitulado "A Sombra do Vento".

Senti-me, no fim, como uma personagem de Zafon e vivi na pele como Barcelona é realmente inspiradora.


sábado, 25 de fevereiro de 2017

Barcelona

 Ainda não tinha ido à Espanha, e resolvi começar por Barcelona: agitada, bonita, sedutora. Hospedei-me num hotel perto de Passeig de Graça e pude fazer, assim, a maioria dos passeios a pé.No primeiro dia, almocei na casa de um amigo que mora lá há nove anos e me preparou uma maravilhosa paella. Nos demais dias, desbravei a cidade sozinha, numa imersão cultural que favoreceu também reflexões pessoais. Eis aqui algumas fotos.