domingo, 20 de setembro de 2009

Intimidade


Amizade pressupõe compatilhar intimidade...Aqui no blog falarei das coisas das quais me sinto mais íntima, mostrarei um pouco mais de mim e de minha vida e de meus afetos.
Para começar, vou deixar uma citação do livro Madame Bovary, de Gustave Flaubert, que estou lendo:
"Entretanto, as chamas abrandaram-se, seja porque a provisão esgotasse, seja porque a acumulação fosse muita. Extinguiu-se o amor, pouco a pouco, pela ausênia; à saudade sucedeu o hábito; e aquele clarão de incêncio que lhe ruborizava o céu desmaiado se cobriu de mais sombra e desapareceu gradativamente".
E páginas depois:
"Ia, afinal, possuir as alegrias do amor, a febre da felicidade, de que já desesperara. Entrava em algo de maravilhoso onde tudo era paixão, êxtase, delírio; uma imensidão azulada a envolvia, os pícaros do sentimento cintilavam sob a sua imaginação, e a vida cotidiana aparecia-lhe longíqua, distante, na sombra, entre os intervalos daquelas alturas".
Essas citações me fazem lembrar que a roda da fortuna sempre gira...

5 comentários:

  1. Humm... que legal, era o que faltava. Adorei a idéia!

    ResponderExcluir
  2. ****Adorei, sei q vou aprender mto...

    beijooooo

    ResponderExcluir
  3. Amei a idéia do blog! Já me cadastrei como sua seguidora!!! Parabéns pela iniciativa!
    Saudades
    Karla

    ResponderExcluir

Oi, vou adorar que vocês também compartilhem comigos suas reflexões...